Notícias

Página para Impressão
Votlar
 

HIDROXICLORIQUINA: ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES E FARMÁCIAS

 
Assessoria de Comunicação do CRF-PE  |  24/03/2020
 
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária esta semana recebeu relatos de que a procura pela Hidroxicloroquina nas farmácias aumentou. depois que algumas pesquisas indicaram que este produto poderia ajudar no tratamento da Covid-19.
Ressalta-se que há alguns resultados promissores, não há nenhuma conclusão sobre o benefício do medicamento no tratamento do novo coronavirus, ou seja, não há recomendação da Anvisa, no momento, para a sua utilização em pacientes infectados ou mesmo como forma de prevenção à contaminação.

A Hidroxicloroquina é encontrada em drogarias e farmácias para indicação para doenças crônicas como Lúpus Eritromatoso e Artrite Reumatoide, já a Cloroquina é encontrada nas farmácias públicas do estado para o tratamento da Malária. A determinação da RDC 351/2020, incluiu esses medicamentos como sustâncias controladas, e sua dispensação deverá ser realizada para novos pacientes em duas vias - uma delas deverá ficar dentro do estabelecimento farmacêutico, para salvaguardar tais medicamentos para os pacientes tratados com tais doenças crônicas.

É importante que a partir do dia 21 de março, as aquisições e movimentações deveram ser escrituradas pelo SNPGC, e as receitas médicas comuns devem ser registradas também, do mesmo modo que acontece com as receitas de controle especial. Cabe o farmacêutico que a Hidroxicloroquina é um medicamento que apresenta efeitos colaterais como cefaleia, aumento de peso, prostração entre outros, bem como, interações principalmente com outros grupos medicamentosos como os hipoglicemiantes.
O farmacêutico é o profissional técnico responsável das drogarias e farmácias, e dentro de suas atribuições está o Uso Racional de Medicamentos e esclarecimentos pertinentes.

Para maiores informações procure : http://portal.anvisa.gov.br/