Destaques

Notícias

 
DIABETES FOI TEMA DO QUARTO MÓDULO DO CURSO DE CUIDADO FARMACÊUTICO EM FARMÁCIAS COMUNITÁRIAS

Reconhecer as diferentes estratégias terapêuticas para o tratamento do Diabetes. Este foi um dos objetivos dos conteúdos do quarto módulo do curso de Cuidado Farmacêuticos em Farmácias Comunitárias, cujas aulas aconteceram ontem e hoje (14 e 15 de junho), no Centro Universitário UniFBV | Wyden, Zona Sul do Recife.A capacitação foi criada pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF) e vem sendo realizado em Recife em parceria com o Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE).Nesta etapa do curso, os participantes foram instruídos para o desenvolvimento de habilidades para aplicação do método clínico de cuidado farmacêutico em pacientes portadores de Diabetes, em diferentes condições fisiológicas e faixas etárias.Entre as especificidades da doença causada por excesso de glicose no sangue, foram apontados diversos graus de complicações, que podem evoluir caso não haja o controle adequado, entre eles, as complicações microvasculares (retinopatia diabética, nefropatia diabética e neuropatia diabética) e macrovasculares (doença coronariana, AVC e ICC).Os conteúdos foram ministrados por dois grandes nomes do corpo docente do projeto Cuidado Farmacêutico, do CFF: Wallace Bottacin, doutorando em Ciências Farmacêuticas e coordenador de tutoria do projeto, e Walleri Reis, professora adjunta da Universidade Federal da Paraíba e coordenadora pedagógica do mesmo projeto.O próximo encontro acontecerá dias 19 e 20 de julho, no mesmo local (UniFBV).SOBRE O PROJETOO Projeto Cuidado Farmacêutico visa capacitar os profissionais de farmácias comunitárias para a implantação de Serviços Clínicos em seus estabelecimentos. Pernambuco é um dos primeiros estados a receber o projeto, como resultado das articulações do Conselheiro Bráulio César de Sousa em conjunto com a Direção do CRF-PE. Caruaru e Petrolina serão os próximos pólos que receberão o curso, com início previsto para o próximo mês de julho.APOIO - A Direção do CRF-PE destaca o apoio que o Centro Universitário UniFBV | Wyden vem dando para a realização da capacitação, com agradecimento especial à coordenadora do curso de Farmácia da instituição, Michelle Melgarejo.

CFF homenageia farmacêuticos com a comenda do mérito

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) realizou, em Brasília, na manhã desta quinta-feira (13.06), a cerimônia de outorga da Comenda do Mérito Farmacêutico. A honraria destaca profissionais que prestam serviços relevantes à profissão e às suas comunidades e são exemplos da atuação farmacêutica, em todos os Estados do Brasil. Os nomes são indicados pelos conselheiros federais de Farmácia e aprovados pelo Plenário do CFF.Uma das homenageadas foi a farmacêutica Haydée Vitor Menezes, Fiscal Farmacêutica do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE), com 25 anos de serviços prestados ao órgão, onde também atua como Supervisora de Fiscalização. Ela recebeu a honraria das mãos do Conselheiro Bráulio César de Sousa. A presidente do CRF-PE, Giselda Castro Lemos de Freitas, a Vice-Presidente, Sarah Christine Cavalcanti Ximenes e o assessor da Diretoria, Jorge Neves, também prestigiaram a outorga.Este ano, além, de reconhecer o trabalho de profissionais, a Comenda agraciou a Escola de Farmácia de Ouro Preto (MG), que completou 180 anos. O Presidente do CFF, Walter Jorge comentou o significado da outorga da Comenda do Mérito Farmacêutico pelo CFF, há 21 anos. “Este é um momento de nos confraternizarmos, sim, mas é também um momento de reflexão, para que possamos avaliar tudo o que tem sido feito. Desejo a todos os farmacêuticos, principalmente aos homenageados, muito sucesso. Vocês estão recebendo esta Comenda em reconhecimento ao que fizeram em favor da sociedade brasileira”.O presidente do CFF também fez um balanço dos avanços da Farmácia. “Se há uma profissão que apresenta, sistematicamente, um grande movimento, é a farmacêutica. E conseguimos, depois de muita luta, ter o reconhecimento da sociedade e das autoridades públicas. Lutamos muito, todos juntos, para que essas autoridades voltassem seu olhar para a nossa profissão e que passassem a entender, claramente, toda a contribuição que nós temos a dar para a saúde pública deste País”.Em nome dos homenageados, falou o comendador pelo Rio Grande do Sul, Roberto Canquerini, que enalteceu a liderança do presidente do CFF, Walter Jorge, “que soube brigar por espaços e orquestrar uma verdadeira revolução dentro do Congresso Nacional, Ministério da Saúde, Casa Civil e Anvisa. Um líder que presa sobretudo pelo diálogo”.SAIBA MAIS SOBRE A HOMENAGEADA DE PERNAMBUCOO nome de Haydée Menezes está associado a diferentes atividades farmacêuticas, largo é o espectro de sua formação e de sua determinação em atuar em diferentes frentes. Farmacêutica-bioquímica graduada pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), integra o Fórum de Saúde do Ministério Público do Trabalho. Também, exerce a função de farmacêutica fiscal, com cargo de supervisora da fiscalização do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE). A atividade fiscalizadora, em que é considerada referência, Haydée entende como o grande espaço para o fortalecimento das práticas farmacêuticas e do aprofundamento da consciência do profissional em sua relação com a população. Haydée Menezes recebeu a Comenda do Mérito Farmacêutico por indicação do conselheiro federal de Farmácia por Pernambuco, Bráulio César de Sousa...........................Assessoria de Comunicação do CRFPE | Com informações da Assessoria de Comunicação do CFF.

 
Trabalho de articulação com os parlamentares tem continuidade

Em continuidade ao trabalho de articulação junto à Assembleia Legislativa, integrantes do Grupo Técnico Parlamentar do Conselho Regional de Farmácia foram recebidos, na manhã da quarta-feira (12/06), pelo deputado Isaltino Nascimento, líder da bancada do Governo na ALEPE.Durante o encontro os farmacêuticos João de Assis Alves Júnior e Rosália Adelina de Carvalho apresentaram ao deputado Isaltino demandas relativas à inserção do farmacêutico na rede pública de saúde, à valorização profissional e à garantia da assistência farmacêutica plena, preconizada na lei 13.021/2014.O Deputado se mostrou sensível às proposições apresentadas e sugeriu o estreitamento da relação entre o CRF-PE e a ALEPE tendo como objetivo a discussão propostas e ações para o avanço da atenção farmacêutica em Pernambuco.Os integrantes do Grupo Técnico Parlamentar do CRF-PE também foram recebidos pela chefia de gabinete da Deputada Gleide Ângelo.

INTERRUPÇÃO NO EXPEDIENTE

Devido às fortes chuvas que caem sobre a Região Metropolitana do Recife, inviabilizando o comparecimento ao trabalho pelos nossos funcionários e colaboradores, comunicamos aos usuários do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco a interrupção no atendimento em nossa sede, em Recife, no turno da tarde desta quinta-feira (13/06/2019). A DIRETORIA

 
CRF-PE APRESENTA RELATÓRIO DE GESTÃO DE 2018

Em cumprimento à norma constitucional, o Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco acaba de apresentar ao Tribunal de Contas da União (TCU) o Relatório Anual de Gestão do exercício de 2018. O documento está disponível no site do CRF-PE em versões resumida e completa (ver link ao final deste texto).A prestação de contas, prevista do art. 70 da Constituição Federal, constitui importante instrumento da sociedade para a fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial da União e das entidades da administração direta e indireta, como é o caso dos conselhos profissionais.O documento é elaborado anualmente pelos gestores de órgãos e entes públicos com o fim de demonstrar, esclarecer e justificar os resultados alcançados frente aos objetivos estabelecidos.De forma sistematizada, o Relatório de Gestão do CRF-PE descreve as metas estabelecidas, ações realizadas e resultados alcançados ao longo do exercício de 2018. Além disso, também são apresentados os meios orçamentários, financeiros, patrimoniais e logísticos utilizados para o cumprimento dos objetivos institucionais. “O documento expressa o esforço da atual gestão do órgão, no cumprimento da missão institucional de forma eficiente, ética e transparente, sempre na perspectiva do melhor para a sociedade”, afirma presidente do CRF-PE, Gisêlda Lemos, ao apresentar relatório. Segundo a dirigente, os números expressos no relatório demonstram um importante salto quantitativo e qualitativo as ações do CRF-PE, tanto na sua missão principal, que é a fiscalização das atividades farmacêuticas, quanto na modernização dos serviços prestados à sociedade e no apoio à qualificação de profissionais para um melhor atendimento à população.Acesse aqui a VERSÃO RESUMIDA do Relatório: https://bit.ly/2Mzj6yoAcesse aqui a VERSÃO COMPLETA: http://bit.ly/2My58wU

Subsede de Garanhuns fechada no dia 13/06/2019 (quinta-feira)

AVISOSubsede de Garanhuns fechada no dia 13/06/2019 (quinta-feira)Em decorrência do feriado municipal em Garanhuns (Dia de Santo Antônio - Padroeiro da Cidade), informamos que a Subsede do CRF-PE naquela localidade estará fechada na próxima quinta-feira (13/06/2019).Lembramos que muitos serviços estão disponíveis em nosso canal de atendimento online: http://186.223.130.44:8080/servicos/A Diretoria

 
GRUPO TÉCNICO PARLAMENTAR DO CRF-PE VISITA DEPUTADOS NA ALEPE

O Grupo Técnico Parlamentar do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco cumpriu, na quarta-feira passada (29/05), uma série de visitas aos gabinetes dos deputados pernambucanos. O objetivo dos encontros foi sensibilizar os parlamentares quanto à luta pela inserção dos farmacêuticos nas redes públicas de saúde do Estado e dos municípios.Durante as visitas aos deputados os farmacêuticos do GT Parlamentar defenderam os avanços trazidos pela Lei 13.021/2014, que atribuiu às farmácias o caráter de estabelecimentos de saúde e garantiu à população o acesso à assistência farmacêutica nesses estabelecimentos.Participaram das visitas os farmacêuticos João de Assis Alves Júnior, Ulisses Elton Cordeiro de Santana e Lucas Pires Cantarele, que compõem o Grupo Técnico Parlamentar do CRF-PE, do qual também faz parte a farmacêutica Rosália Adelina de Carvalho.O grupo foi recebido pelos deputados Romero Sales Filho, Alberto Feitosa, Antônio Fernando, Roberta Arraes e Joaquim Lira. Também foram recebidos pelos chefes de gabinete dos deputados Antônio Coelho, Cleiton Collins, Marco Aurélio, Priscila krause, William Brígido e Romário dias.Os parlamentares visitados se mostraram sensíveis às questões apresentadas pelo grupo técnico do CRF-PE. Foi aberta ainda a possibilidade de realização de uma reunião na Comissão de Saúde Pública da Assembleia Legislativa para discussão dos temas levantados.“Esse trabalho de sensibilização junto ao parlamento é muito importante. Ele abre canais para a viabilização de projetos de lei visando a valorização do trabalho do farmacêutico e a garantia à assistência farmacêutica à população”, destacou a presidente do CRF-PE, Gisêlda Lemos, durante reunião de avaliação com os integrantes do Grupo Técnico Parlamentar do CRF-PE.

Valéria Bezerra é a nova presidente da SBRAFH

A pernambucana Valéria Santos Bezerra é a nova presidente da Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde (SBRAFH). A eleição e posse da nova diretoria da entidade ocorreu na semana passada, durante a abertura do XII Congresso Brasileiro de Farmácia Hospitalar, realizado em Fortaleza, CE, de 23 a 25.Valéria Santos Bezerra atua como Superintendente de Suprimentos do Hospital da Restauração, em Recife. É professora convidada do MBA em Gestão em Saúde e Controle de Infecção da Faculdade INESP, de São Paulo e professora convidada do Instituto de Desenvolvimento Educacional-IDE.Outra farmacêutica pernambucana que passará a fazer parte da SBRAFH nacional é Diana Mendonça Silva Guerra. Ela atua no Hospital da Restauração. É coordenadora pedagógica-científica e preceptora de estágios/Residência em Farmácia da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco.SBRAFH Regional PE também com nova DireçãoNa mesma ocasião, também foram realizadas as eleições para escolha das regionais da SBRAFH. Veja a composição da SBRAFH em Pernambuco:Presidente: Ítala Morgania Farias da NóbregaVice-Presidente: Jéssica Priscila Avelino SilvaDiretora Executiva: Larissa Pelágia de Lima FerreiraDiretora Técnica: Priscila Barros Vasconcelos

 
Participação expressiva de Pernambuco no XII Congresso da SBRAFH

Confirmando o crescimento da atuação dos farmacêuticos na área de Farmácia Hospitalar em Pernambuco, o Estado teve participação marcante no XII Congresso Brasileiro de Farmácia Hospitalar, realizado em Fortaleza, CE, de 23 a 25 passados.O evento é organizado a cada dois anos pela Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar (SBRAFH). Nesta edição, contou com cerca de 1,5 mil inscritos, entre eles dezenas de pernambucanos, entre profissionais, acadêmicos e residentes de Farmácia. Na exposição científicas, a participação de Pernambuco foi uma das maiores, com 48 trabalhos apresentados.Do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE) estiveram presentes a presidente Gisêlda Lemos e a Vice-presidente Sarah Ximenes, além do Conselheiro Federal Bráulio César de Sousa, o Conselheiro Federal Suplente, Carlos Eugênio Muniz de Holanda Cavalcanti e o Conselheiro Regional Suplente, Vohnson Miranda.Os representantes aproveitaram o evento para estabelecer contatos com profissionais e instituições, com vistas ao fortalecimento da área da Farmácia Hospitalar em Pernambuco e também para o encaminhamento de outras ações.PLENÁRIA DO CFFSimultaneamente ao congresso de Farmácia Hospitalar ocorreu a 482ª Reunião Plenária do Conselho Federal de Farmácia, quando foram debatidos temas de grande relevância para a profissão e para os profissionais farmacêuticos.Na ocasião, esteve presente a Segunda Diretora da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a farmacêutica Alessandra Bastos Soares, com quem a presidente do CRF-PE, Gisêlda Lemos, a Vice-Presidente Sarah Ximenes e o Conselheiro Federal Bráulio César de Sousa mantiveram contato com vistas ao agendamento de reunião do CRF/PE e APEVISA (agora sob o comando do farmacêutico Josemaryson Bezerra) com a ANVISA.

Canal para envio de receitas ilegíveis já está disponível

Plataforma é inspirada em iniciativas semelhantes já adotadas com sucesso em outros Conselhos Regionais de FarmáciaJá está à disposição dos farmacêuticos pernambucanos e da população em geral, aqui neste site, a plataforma através da qual poderão ser enviadas prescrições ilegíveis.O espaço foi inspirado nas iniciativas já implantadas com sucesso em outros Conselhos Regionais de Farmácia, como o CRF-SP e o CRF-AL.As receitas recebidas através da plataforma serão encaminhadas pelo CRF ao Conselho Regional de Medicina - CREMEPE (ou ao Conselho pertinente ao prescritor) para as providências cabíveis.“Este é mais um meio de interação do CRF-PE com os farmacêuticos e com a sociedade, que se soma ao Portal da Transparência e ao Portal da Ouvidoria”, destaca a presidente do CRF-PE, Gisêlda Lemos.Segundo a dirigente, o canal tem o propósito de alertar sobre a importância do cumprimento da legislação, no que tange à legibilidade das receitas, contribuindo para a segurança do paciente. “Muito além da questão punitiva, os casos depositados na plataforma servirão para adotarmos ações educativas e preventivas, em parceria com outros conselhos”, explica.Saiba como utilizar o canal=> Digitalize ou fotografe a prescrição considerada ilegível e salve-a em uma pasta de fácil acesso.=> Acesse o endereço: http://www.crfpe.org.br/reportarreceita=> Preencha os dados solicitados=> Faça o upload da receita digitalizada e clique em "Enviar Receita"

 
Corrida encerra atividades da campanha pelo Uso Racional de Medicamentos

A V Corrida e Caminhada Pelo Uso Racional de Medicamentos encerrou, na manhã deste domingo (26/05/2019), no Campus da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o rol de atividades programadas pelo Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE) e Diretório Acadêmico de Farmácia Carl Scheele com o objetivo de alertar a população sobre os riscos relacionados ao uso indiscriminados dos medicamentos.A corrida contou com o apoio do Departamento de Farmácia da UFPE e da Distribuidora Drogafonte. Cerca de 60 atletas profissionais e amadores participaram da disputa, com percurso de 5 Km. Foram premiados os três primeiros colocados nas categorias masculino e feminino. A farmacêutica Rosália Nascimento foi uma das vencedoras, alcançado o terceiro melhor tempo.Saiba quem foram os vencedores:CATEGORIA MASCULINO1º colocado: Levy Éverson Silva | Tempo: 18min34seg2º Colocado: Juan França | Tempo: 18min40seg3º Colocado: Melguibson Cavalcanti Araújo | Tempo: 19min45segCATEGORIA FEMININO1ª colocada: Vivian Minervino Gomes | Tempo: 27min47seg2ª Colocada: Joana Beatriz | Tempo: 28:min42seg3ª Colocada: Rosália Nascimento | Tempo: 32mim47segVeja AQUI as imagens da corrida

CRF-PE vai lançar plataforma para recebimento de receitas ilegíveis

Objetivo da medida é contribuir para a redução dos riscos à saúde dos pacientes decorrentes da emissão de laudos ou receitas ilegíveis.A presidente do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco, Gisêlda Castro Lemos de Freitas, a vice-presidente do órgão, Sarah Christine Cavalcanti Ximenes e o assessor Jorge Neves reuniram-se, na semana passada, com o presidente do Conselho Regional de Medicina (Cremepe), Mário Fernando da Silva Lins. O objetivo da reunião foi solicitar o apoio do Cremepe à Campanha pelo Uso racional de Medicamentos, lançada pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF) e pelos Conselho Regionais de Farmácia (CRFs) no início do mês.Além do apoio com a divulgação da campanha pelo URM, as diretoras entregaram um documento através do qual o CRF-PE solicita ao Cremepe a realização de uma campanha de conscientização dos médicos pernambucanos sobre a importância da clareza no preenchimento da prescrição e do prontuário, visando melhorar a segurança do paciente.No documento, o CRF-PE enfatiza que a prescrição ilegível tem prejudicado o trabalho dos farmacêuticos no momento da dispensação dos medicamentos, tendo em vista, que por vezes, os profissionais não conseguem decifrar as receitas. “A dispensação errada de um medicamento pode causar riscos ao paciente, que utilizará um medicamento que não foi prescrito, e transtorno para o farmacêutico no momento da dispensação”. Diz o documento.Mário Lins concordou com a gravidade do problema, destacando, inclusive, que o Código de Ética Médica veda a emissão de receita médica ilegível. O Dirigente se colocou assertivo às recomendações do CRF-PE.BANCO DE RECEITAS ILEGÍVEIS – Com intuito de contribuir para o cumprimento da legislação, no que tange à legibilidade das receitas, nos próximos dias o CRF-PE vai colocar à disposição dos farmacêuticos pernambucanos uma plataforma na internet para recebimento das prescrições ilegíveis.Através da plataforma, que será abrigada no site do CRF, os profissionais farmacêuticos poderão fazer reportar casos de prescrições ilegíveis, garantido o seu anonimato. Os casos serão catalogados pelo Conselho de Farmácia e encaminhados ao Cremepe para as providências cabíveis por parte daquele Conselho.Sobre - A legibilidade das receitas é obrigatória e está prevista inclusive na Lei Federal nº 5.991/73. Em seu artigo 35, alínea A, a lei diz que somente será aviada a receita que estiver escrita por extenso e de modo legível. No caso dos médicos, a inobservância do preceito legal também fere o Código de Ética Médica. O capítulo III, artigo 11, veda ao médico "receitar, atestar ou emitir laudos de forma secreta ou ilegível".

 
Hermias Veloso homenageado na 9ª conferência estadual de saúde

O farmacêutico Hermias Veloso da Silveira Filho foi um dos homenageados, na noite de ontem, durante a abertura da 9ª Conferência Estadual de Saúde. Com o tema “Saúde não é favor. É direito! Pernambuco em defesa do SUS. Democracia para garantir as conquistas com participação popular”, o encontro reúne usuários do SUS, trabalhadores, gestores e militantes da área da saúde até a próxima sexta-feira (24/05).A solenidade de abertura contou com a presença do secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, de secretários municipais de saúde e de representantes dos conselhos Nacional, Estadual e Municipais de saúde e Ministério Público.Além de Hermias Veloso, também foram homenageados pelo histórico de luta e engajamento em defesa do SUS as militantes Ana Cláudia Callou Matos e Inêz Maria da Silva.Ao receber a placa de homenagem das mãos da também farmacêutica e conselheira estadual de saúde Veridiana Ribeiro, Hermias Veloso destacou que o Brasil vive um momento difícil, com ataques sem precedentes aos direitos à saúde e conclamou todos os trabalhadores da saúde e se unirem na luta pela garantia do SUS. Sobre – Hermias Veloso é Graduado em Farmácia pela Universidade Federal de Pernambuco (1976). Foi conselheiro estadual de Saúde em vários períodos, representando o Sindicato dos Farmacêuticos de Pernambuco. Foi presidente do Sindicato dos Farmacêuticos de Pernambuco e conselheiro do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco, sempre com atuação marcada na defesa da saúde pública e dos trabalhadores. Hermias Veloso é reconhecido nacionalmente por sua enfática atuação em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS). Ao logo de sua trajetória, prestou importantes serviços na área pública, contribuindo para a consolidação do SUS e para a adoção de uma política de medicamentos em Pernambuco e no Brasil. Entre as atividades que desenvolveu, esteve à frente da Gerência Executiva de Assistência Farmacêutica do Município do Recife por quase 12 anos, deixando como legado a estruturação das CAFs, a formulação e implantação da Farmácia da Família e a atualização da Relação Municipal de Medicamentos. Além disso, coordenou a criação do sistema informatizado que foi adotado pelo Ministério da Saúde (Hórus). Atualmente é assessor da Diretoria do CRF-PE.

FALTA DE MEDICAMENTOS É TEMA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA NA ALEPE

Dirigentes do CRF-PE e do SINFARPE participaram da audiência e hipotecaram apoio à causa dos pacientes que convivem com a falta de medicamentos.O drama vivido pela população que depende dos medicamentos fornecidos pela Farmácia de Pernambuco foi assunto de audiência pública promovida na manhã desta quarta-feira, 15, pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE).A audiência foi proposta pelo deputado William Brigido (PRB) com o objetivo de debater as causas e as conseqüências do desabastecimento de medicamentos na Farmácia do Estado, situação que vem se arrastando há mais de cinco anos e que se agravou nos três últimos anos, atingindo seriamente pacientes que necessitam dos insumos para garantir a sobrevivência. Uma audiência com o mesmo objetivo solicitada pela deputada Priscila Krause (DEM) já havia sido rejeitada em abril passado.Durante o debate, deputados da Comissão de Cidadania da ALEPE e representantes de órgãos e entidades criticaram o Governo do Estado pelo descaso com a rede estadual de assistência farmacêutica, que vem funcionando precariamente devido ao desabastecimento de medicamentos, colocando em risco a vida milhares de pessoas.Participaram da audiência representantes do Ministério da Saúde, do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), da Defensoria Pública da União (DPU), da Defensoria Pública do Estado (DPE), do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE), do Sindicato dos Farmacêuticos no Estado de Pernambuco (SINFARPE), do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems) e do Conselho Regional de Medicina (CREMEPE). A Secretaria Estadual de Saúde foi convidada e, apesar de confirmar que estaria presente, não enviou representante.A audiência foi acompanhada por pacientes vítimas da crise do desabastecimento. Através de cartazes eles expuseram o seu drama com pedidos de socorro. Alguns contaram que não recebem seus medicamentos de uso contínuo há mais de um ano, agravando quadros de diabetes (cegueira) e retorno para transplante de rins devido à falta dos medicamentos prescritos. De acordo com a presidente da Comissão de Cidadania, Jô Cavalcante (PSOL) a situação da assistência farmacêutica no Estado está beirando o caos. “Em 2018 houve uma redução de 95% nos gastos dos recursos próprios estaduais para aquisição de medicamentos e insumos farmacêuticos excepcionais.”A deputada Priscila Krause (DEM) apresentou números que atestam a redução sistemática dos recursos para a Farmácia. “Houve anulação de R$ 23,13 milhões e crédito de R$ 7,36 milhões, resultando numa redução total de R$ 15,77 milhões”. Segundo a parlamentar, o Estado está com um débito de mais de 70 milhões com fornecedores de medicamentos.Declarando que a falta de remédios tem afetado outros Estados, o deputado João Paulo (PCdoB) destacou que “a Secretaria Estadual de Saúde montou força-tarefa para manter os estoques da Farmácia de Pernambuco e tem realizado negociações para assegurar o reabastecimento nas próximas semanas”. O parlamentar também leu nota divulgada pelo órgão.A presidente do CRF-PE, Gisêlda Lemos, afirmou que o trabalho do órgão tem como foco o atendimento das demandas da sociedade, sendo a assistência farmacêutica um dos direitos que vêm sendo negados à população. “Vamos sempre defender essa bandeira. Estamos abertos para discutir o que for pautado na política a assistência farmacêutica e da Saúde Pública”.A dirigente sugeriu a definição de ações que devem ser adotadas pelo Estado em curto, médio e longo prazo, no sentido de solucionar os problemas do desabastecimento de medicamento e da saúde pública em Pernambuco. “Temos a Política Estadual de Assistência Farmacêutica, aprovada pelo Conselho Estadual de Saúde no ano passado, mas até o momento não foi implementada. Essa é uma demonstração de que a saúde pública não é prioridade”. Afirmou.Também presente, o conselheiro federal do Conselho Federal de Farmácia (CFF), Bráulio César de Sousa destacou o papel do farmacêutico como profissional de saúde e parte importante na integralidade da assistência à saúde. Ele elogiou a iniciativa da Comissão de Cidadania, de discutir o problema da falta de medicamentos. “Fico surpreso pelo não acolhimento da pauta pelo governo”. Exclamou.Representando o Conselho Estadual de Saúde (SES), Veridiana Ribeiro (também presidente do Sindicato dos Farmacêuticos de Pernambuco) considerou que a falta de medicamentos acontece em outros Estados, “mas o desabastecimento que ocorre em Pernambuco é vergonhoso e inadmissível. Pessoas estão morrendo, perdendo órgãos transplantados e sofrendo com a descontinuidade dos tratamentos”. Ressaltou.Assista ao vídeo: https://bit.ly/2QcmkWY