Destaques

Notícias

 
Farmacêutico está entre os 15 profissionais no topo do ranking de empregos formais

Farmacêutico está entre os 15 profissionais no topo do ranking de empregos formais. Pesquisa do site Quero Bolsa, divulgada pela revista Exame, leva em conta o número de admissões formais de trabalhadores de nível superior, ou seja, com carteira assinada. Para o presidente do Conselho Federal de Farmácia (CFF), Walter da Silva Jorge João, a estatística é o resultado do movimento clínico liderado pelo Conselho, em franca expansão no Brasil.Desde 2012, o #CFF vem investindo em iniciativas que resgatam o farmacêutico como protagonista do cuidado à saúde dentro da farmácia comunitária, o segmento que mais emprega farmacêuticos no Brasil. “Na medida em que assume a sua autoridade técnica dentro da farmácia, o farmacêutico se torna mais valorizado e, consequentemente, mais necessário.”, comenta.A tendência é de um crescimento ainda maior das oportunidades de trabalho, para o que o CFF está procurando capacitar farmacêuticos em todo o país, por meio dos projetos Cuidado Farmacêutico em Farmácias Comunitárias e Cuidado Farmacêutico no SUS. Para a rede pública, o CFF conseguiu, do Ministério da Saúde, a inserção na antiga tabela SIA/SUS de 165 códigos de procedimentos remunerados pelo Sistema, vinculados aos farmacêuticos ou que podem ser realizados por estes.Para conferir os dados da pesquisa, acesse https://bit.ly/2maL4k1Para acessar a revista Exame clique em https://abr.ai/2N7DSAO#ConselhoFederalDeFarmácia#consulteumfarmacêuticoFONTE: CFF

SEDE DO CRF-PE FECHADA NA SEGUNDA-FEIRA, 16/07

Comunicamos aos farmacêuticos, proprietários de estabelecimentos e demais usuários do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco que em virtude do feriado municipal em Recife não haverá expediente em nossa sede na segunda-feira, dia 16/07/2018.Lembramos que vários serviços estão disponíveis em nosso canal de serviços on line: www.crfpe.org.brA DIRETORIA

 
CRF-PE DISCUTE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA PÚBLICA COM AMUPE

Na tarde da quarta-feira (11/07), diretores do Conselho Regional de Farmácia (CRF-PE) e membros da Comissão Parlamentar do órgão se reuniram com o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE) José Patriota, em Recife. Na pauta, a discussão sobre a assistência farmacêutica no âmbito municipal.Na ocasião os gestores do CRFPE apresentaram ao presidente da AMUPE a proposta de avanço gradativo da assistência farmacêutica, construída pela Comissão de Saúde Pública e pelo Plenário do CRF-PE. A proposta tem como objetivo a regularização dos estabelecimentos públicos perante o CRF-PE e a implementação da AF de forma gradativa, almejando a Assistência Plena estabelecida pela Lei 13.021/2014.“Não se trata apenas de uma questão legal. Nosso objetivo é reafirmar o caráter estratégico da assistência farmacêutica para os municípios e a importância do profissional farmacêutico para a saúde pública”, destacou Gisêlda Lemos.Atualmente cerca de 70% dos profissionais inscritos no Conselho de Farmácia atuam no setor privado e 30% no setor público de saúde. “O equilíbrio nessa distribuição certamente trará benefícios, tanto para a gestão quanto para a população, que terá um atendimento mais qualificado”, afirmou Gisêlda.O Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco foi representado pelas diretoras Gisêlda Lemos (Presidente), Sarah Ximenes (Vice-presidente) e Joyce Nunes (Tesoureira). Além da diretoria, estiveram presentes os farmacêuticos Ulisses Cordeiro, João Alves e Lucas Cantarele, que integram a Comissão Parlamentar do CRF-PE.

CRF-PE RECEBE ESTUDANTES DE FARMÁCIA DA UFPE

Na manhã desta quarta-feira (11/07), o Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE) recebeu a visita dos estudantes do 4° período do curso de Farmácia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). O encontro faz parte da disciplina de “Estágio II Campo Profissional”, lecionada pela farmacêutica Silvana Cabral Maggi.Os acadêmicos foram recepcionados pela supervisora da fiscalização do CRF-PE, Haydee Menezes, que se encarregou de apresentar os setores do órgão, explicar sobre as diversas áreas de atuação do farmacêutico, demonstrar a importância da criação do Conselho Federal de Farmácia e Conselhos Regionais por meio da Lei 3.820, além de esclarecer como os futuros farmacêuticos(a) devem proceder para se inscrever no órgão após o término do curso.

 
Expediente do CRF-PE no dia 17/06 (Jogo do Brasil na Copa da FIFA)

Comunicamos aos farmacêuticos, proprietários de estabelecimentos e demais usuários do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco que em virtude do jogo do Brasil na Copa da Fifa, o horário de expediente na sede e subsedes do órgão no dia 27/06/2018 será o seguinte: 8h às 13h​.​ A DIRETORIA

​COMUNICADO: Sede e Subsedes do CRF-PE fechadas na sexta-feira, 22/06

Comunicamos aos farmacêuticos, proprietários de estabelecimentos e demais usuários do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco que em virtude do jogo do Brasil na Copa da Fifa e, ainda, em razão das festividades juninas, não haverá expediente na sede e subsedes do órgão na Sexta-feira, dia 22 de junho.A DIRETORIA

 
CRF-PE homologa concurso público

O Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco (CRF-PE) publicou, na sexta-feira (15/06/2018), portaria de homologação do Concurso Público para Provimento de vagas de emprego público e cadastro de reserva do órgão.As provas do certame foram aplicadas no dia 22 de abril deste ano. Todo o processo esteve à cargo da empresa Inaz do Pará - Serviços de Concursos Públicos, vencedora da licitação para condução do certame.O concurso contemplou cargos de nível médio, nível médio técnico e nível superior, totalizando 17 vagas para contratação dentro do período estabelecido no edital.A homologação é o ato administrativo que confirma a legitimidade e legalidade do concurso e acontece após a finalização de todas as fases previstas no edital do certame.O Concurso Público tem validade de 02 (dois) anos, a contar da data do ato de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período, a critério do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco.A partir de agora o CRF-PE pode promover a convocação dos candidatos aprovados dentro do número de vagas previsto no edital.A presidente do CRF-PE, Gisêlda Castro Lemos de Freitas, comemorou a conclusão do processo. “A realização do concurso público é mais uma etapa do programa de gestão do CRF-PE, que tem como foco a melhoria dos serviços prestados à sociedade e a valorização da profissão farmacêutica”.Segundo a dirigente, a chegada dos novos funcionários certamente trará impacto positivo, tanto nas atividades de fiscalização quanto no atendimento na sede em Recife e nas subsedes do interior do Estado.De acordo ainda com Gisêlda Lemos, as primeiras convocações dos aprovados no concurso deverão acontecer em breve, segundo o critério da maior relevância e necessidade do órgão. Veja AQUI a lista final dos aprovados

Nota de pesar | Alexandre Moura Wanderley

Com pesar, noticiamos o falecimento do farmacêutico ALEXANDRE MOURA WANDERLEY, ocorrido no sábado passado (09/06). Formado em Farmácia em 1979, Alexandre Moura era proprietário de laboratório de análises clínicas na cidade de Surubim, onde também atuava como farmacêutico em farmácia comunitária.Aos familiares e amigos deixamos nossa solidariedade, ao tempo em que lamentamos por esta inestimável perda.A DIREÇÃO

 
CRF-PE apresenta Relatório de Gestão de 2017

O Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco (CRF-PE) acaba de entregar, ao Tribunal de Contas da União (TCU), o Relatório de Gestão do exercício de 2017. O documento já está disponível para consulta no site do CRF-PE.De forma sistematizada, o relatório apresenta a síntese dos resultados das ações realizadas pelo CRF/PE em 2017, em cumprimento dos objetivos traçados, bem como a aplicação dos recursos orçamentários e financeiros a disposição.A prestação de contas, prevista do art. 70 da Constituição Federal, constitui importante instrumento da sociedade para a fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial da União e das entidades da administração direta e indireta, como é o caso dos conselhos profissionais.TRANSPARÊNCIA - Uma das principais preocupações da gestão do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco é conduzir o órgão de forma eficiente e sob a observância das orientações dos órgãos de controle externo. “O CRF-PE foi um dos primeiros conselhos regionais a instituir seu portal da transparência, por entendermos que a transparência deve ser o primeiro princípio da administração pública”. Afirma Gisêlda Lemos, Presidente do CRF-PE.SOBRE O PORTAL - O Portal da Transparência do CRF-PE permite que cada cidadão exerça o papel de fiscal sobre a correta aplicação dos Recursos disponíveis. No Portal, qualquer pessoa tem acesso às informações públicas disponibilizadas pelo CRF-PE em cumprimento à Lei 12.527, a Lei de acesso à informação.Acesse aqui o Relatório de Gestão 2017Acesse aqui o Portal da Transparência do CRF-PE

COMUNICADO – FERIADO DE CORPUS CHRISTI

Comunicamos aos farmacêuticos, proprietários de estabelecimentos e demais usuários do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco (CRF-PE) que devido ao feriado de Corpus Christi não haverá expediente na sede do órgão em Recife e subsedes de Caruaru, Garanhuns, Serra Talhada e Petrolina no dia 31/05/2018 (quinta-feira).Nossas atividades serão retomadas na sexta-feira (01/06/2018)A DIRETORIA

 
Empreendedorismo é tema de jornada

Aconteceu, no dia 18 passado, no Centro Universitário Estácio, em Recife, a I jornada Temática Sobre Empreendedorismo Farmacêutico. Organizado pela Faculdade Estácio com apoio do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco, o evento contou com a participação de acadêmicos de Farmácia e profissionais da área.Durante o encontro foram apresentados os caminhos a serem percorridos para quem quer empreender na área farmacêutica. A programação teve início com a palestra “Serviços Farmacêuticos como diferencial competitivo”, ministrada por Tayronni Menezes de Castro, Presidente da Regional Pernambuco da Sociedade Brasileira de Farmacêuticos e Farmácias Comunitárias (SBFFC) e Conselheiro Regional do CRF/PE. Dicas e caminhos para a montagem do próprio negócio foram os assuntos da palestra seguinte, “Quero Empreender! E agora?”, ministrada por José Homero Souza Filho, que integra a Comissão de Empreendedorismo do CRF-PE.A programação foi concluída com a palestra “Ética e Liderança: Desafio do gestor Pós Moderno”, tema ministrado pelo farmacêutico Anderson Leonardo Azevedo de Souza, da Comissão de Empreendedorismo do CRF.CICLO DE VIVÊNCIAS – Ainda na Faculdade Estácio, na manhã do mesmo dia aconteceu o “Ciclo de Vivências Farmacêuticas no SUS”. Na ocasião, o farmacêutico e conselheiro regional do CRF-PE, Flávio Lago Guimarães ministrou a palestra motivacional “Deixa sua marca: uma experiência de farmacêutico no SUS”.Ambos os eventos foram organizados pelo Curso de Farmácia da Faculdade Estácio, tendo à frente os professores Aldo César Passilongo (Conselheiro do CRF-PE) e Andrea Apolinário (Coordenadora do Curso).Veja mais imagens do evento na fanpage do CRF-PE: https://www.facebook.com/crfpe/

Fórum de Conselhos debate Ensino a Distância

O Ensino a Distância (EAD) foi o tema da reunião dos Conselhos Profissionais da Área de Saúde que aconteceu ontem, dia 10.05, em Brasília (DF). Participaram representantes de todas as entidades que integram o Fórum dos Conselhos Federais da Área de Saúde (FCFAS), ao todo, são 14 áreas, além de representantes dos conselhos regionais da área de saúde de todo o Brasil. O evento também contou, na abertura, com a presença do Deputado Federal Mandetta (DEM/MS), relator da matéria na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF), da Câmara dos Deputados.O presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João, lembrou que é preciso agregar todas as profissões em torno de propostas e encaminhamentos comuns. “O ensino a distância é um tema complexo, que exige discussão aprofundada e que tem como foco, para todos nós da área da saúde, a qualidade de vida e o bem-estar da população. Nenhum interesse ideológico ou financeiro deve se sobrepor à saúde do povo brasileiro. A formação do profissional que vai cuidar de um paciente deve ser humanizada! A prática em saúde exige presença”, disse.Para o Deputado Mandetta, a luta contra a formação a distância para as áreas da saúde, é uma luta de toda sociedade. “Não existe formação, em saúde, sem prática, sem o contato do profissional com o paciente. Essa não é uma luta da Farmácia, não é uma luta da Medicina ou da Enfermagem. Essa é uma luta social”, disse.Além do Deputado Federal Mandetta, também participaram da mesa de abertura Ivone Martini, representante do Conselho de Enfermagem e coordenadora do FCFAS e Gilcilene Chaer, presidente do CRF-DF e membro da Comissão Parlamentar do CFF. Ambas defendem a união para o fortalecimento do Fórum.“É emocionante ver que conseguimos nos reunir em favor de uma pauta comum. Existe, hoje, no mundo, um movimento de entidades da saúde pela segurança do paciente e essa deve ser uma das preocupações das instituições que formam os profissionais. É preciso esclarecer que não somos contra a formação a distância, mas essa ferramenta, com excelente aplicação para algumas áreas de formação, não deve se transformar numa política educacional para a graduação em saúde”, disse Ivone Martini.“O formato predominantemente a distância traz riscos à formação profissional e à saúde coletiva. Os conselhos profissionais têm papel fundamental nesta luta por ensino de qualidade. Cabe aos conselhos a fiscalização do exercício profissional para garantir que a população tenha acesso aos serviços farmacêuticos de qualidade, para isso a formação presencial e de qualidade é fundamental” comentou Gilcilene Chaer.“O CNS é contrário à autorização e funcionamento de cursos de graduação em Saúde ministrado totalmente na modalidade não-presencial e exige que disciplinas práticas e de caráter assistencial sejam presenciais”, afirmou o Presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Ronald Santos, ao lembrar que as orientações da Resolução CNS 515/2016 estão sendo ignoradas. “E nesse momento a nossa união é fundamental. Nesse embate, o outro lado é muito poderoso, faz um lobby forte no Congresso e não se preocupa com as consequências sociais de uma má formação em saúde.Durante a reunião foram apresentados, pelo assessor parlamentar do CFF, Lucas de Sá, os projetos de Lei, em tramitação no Congresso Nacional, que tratam da temática Ensino a Distância: o PL 5414/2016, do Deputado Rodrigo Pacheco (DEM/MG); o PL 6858/2017, do Deputado Rômulo Gouveia (PSD/PB) e o PL 7121/2017, da Deputada Alice Portugal. “É importante lembrar que, no dia 15 de maio, no Plenário 7, do Anexo 2, da Câmara dos Deputados, será realizada uma audiência pública para discutir o PL 5414. Nossa presença é imprescindível”, comentou o assessor.PROXIMOS PASSOS – ao final de reunião, os representantes dos conselhos de profissões da área da saúde, representadas pelo FCFAS, elaboraram um documento com a unificação das demandas relacionadas ao ensino a distância para a formação de profissionais da saúde. O texto será encaminhado ao Deputado Mandetta, relator do PL 5414/201, na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF). Após apreciação pela CSSF a proposição seguirá para análise da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania CCJC, na mesma casa legislativa.Fonte: Comunicação CFF

 
Todo apoio ao SINFARPE

Com mais de cinco décadas de existência, o Sindicato dos Farmacêuticos de Pernambuco (SINFARPE) tem como marca histórica a defesa dos direitos dos farmacêuticos. Ao longo desse tempo foram longas batalhas por melhores salários, pela redução da jornada de trabalho, contra a terceirização e a precarização das relações de trabalho. Além das lutas especificas, O SINFARPE esteve sempre presente nas grandes lutas pela democracia, pela soberania nacional e pela defesa da saúde pública.Contudo, da mesma forma como vem ocorrendo com centenas de entidades sindicais do país, o SINFARPE sofre neste momento um duro golpe em consequência dos efeitos da reforma trabalhista. Esse enfraquecimento vem ocorrendo porque a reforma, além de atingir os trabalhadores, retirou as principais fontes de receita dos sindicatos.No caso do SINFARPE, de acordo com a Direção da entidade, o fim da contribuição sindical representou uma queda drástica na sua receita, tornando cada vez mais difícil o custeio das despesas com pessoal, assessoria jurídica, serviços de homologação, comunicação e outras.Um dos objetivos da reforma foi justamente enfraquecer os Sindicatos como organizações de representação e luta dos trabalhadores, facilitando assim a retirada e a redução de direitos historicamente conquistados.Neste cenário, a existência do sindicato ganha relevância inconteste. O sindicato é a instituição que melhor atua para assegurar o cumprimento dos direitos trabalhistas dos seus representados e denunciar os abusos. Assim, é preciso fortalecer o SINFARPE. Manter a sustentabilidade do Sindicato é manter a sua capacidade de resistência, sobretudo neste momento em que os direitos dos trabalhadores estão ameaçados. Não deixe morrer a entidade que defende os direitos dos farmacêuticos pernambucanos!

Farmacêuticos e estudantes levam orientação à população sobre uso racional de medicamentos

Os danos causados pela automedicação podem trazer conseqüências mais graves do que se imagina: intoxicações, reações alérgicas, dependência e, em alguns casos, o óbito. Além de graves, esses danos custam cerca de 60 bilhões de reais ao ano para o Sistema Único de Saúde – SUS.Atentos ao problema, os conselhos de Farmácia de todo o país se uniram em uma campanha nacional de promoção da adesão às terapias medicamentosas e ao seu uso seguro e racional. A iniciativa é em comemoração ao Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos que aconteceu no dia 5 de maio.Em Pernambuco, para evidenciar a data, o Conselho Regional de Farmácia (CRF-PE) e o Diretório Acadêmico de Farmácia Carl Sheele da Universidade Federal de Pernambuco (DAFARCS-UFPE) realizaram, na manhã do sábado (05/05/18), no bairro da Várzea, em Recife, mais uma ação de alerta à população sobre os riscos que envolvem a automedicação.Na ocasião, farmacêuticos e acadêmicos de Farmácia orientaram a população sobre uso seguro, armazenagem e descarte correto dos medicamentos. Também foram prestados serviços gratuitos de aferição de pressão arterial e aplicação de testes de glicemia.A atividade envolveu estudantes de Farmácia da UFPE e da Faculdade Pernambucana de Saúde (PFS). As diretoras do CRF-PE, Gisêlda Lemos (Presidente) e Joyce Nunes (Tesoureira) participaram da ação e destacaram a importância do contato do farmacêutico com a população como forma de reforçar o seu papel como profissional diretamente ligado ao cuidado. Também esteve presente na ação o farmacêutico Ulisses Cordeiro, integrante da Comissão Parlamentar do CRF-PE.A iniciativa contou com o apoio da Drogafonte.Veja mais imagens da ação em nossa página no facebook: www.facebook.com.br/crfpe