Destaques

Notícias

 
CFF publica cartilha sobre o papel do farmacêutico na Vigilância Sanitária

Já está disponível no site do Conselho Federal de Farmácia uma cartilha destinada a gestores públicos, que demonstra o papel do farmacêutico na Vigilância Sanitária. A publicação foi elaborada pelo Grupo de Trabalho em Vigilância Sanitária do CFF. O coordenador do GT e conselheiro federal pelo estado de Pernambuco no CFF, Bráulio César de Sousa, destaca que a competência para a inspeção sanitária e a auditoria em estabelecimentos farmacêuticos é ato privativo do farmacêutico, conforme a Lei nº 3.820/60 e do Decreto nº 85.878/81, que a regulamenta. Portanto, a fiscalização sanitária não pode prescindir da participação deste profissional.Segundo o presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João, o lançamento da publicação é um esforço do Conselho para divulgar informações atualizadas sobre o amplo trabalho do farmacêutico no setor. Ele lembra que as ações de vigilância sanitária estão fortemente associadas ao bem-estar da população, e destaca que, por este motivo, o CFF sempre trabalhou pelo seu desenvolvimento. O Conselho fez gestão às autoridades pela definição do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária e pela criação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o que veio a acontecer em 1999, por força da Medida Provisória 1.791, convertida na Lei 9.782/99.“Entendíamos que o Brasil tinha uma enorme necessidade de um órgão central dotado de uma superestrutura que pudesse coordenar todas as atividades do setor”, comenta. Conforme o presidente do CFF, o Conselho também tem se esmerado, com os rigores da lei e de seu papel no fortalecimento da saúde, em editar normas que dispõem sobre a atividade do farmacêutico na vigilância sanitária e a fiscalizar as suas ações, por meio dos conselhos regionais de Farmácia. Assim, o órgão também, contribui para o fortalecimento do sistema de vigilância.Como exemplo, ele cita as Resoluções números 539 e 542, ambas de 2010, que dispõem sobre o exercício profissional e as atribuições privativas e afins do farmacêutico nos órgãos de vigilância sanitária. “Se as ações de vigilância são instrumentos para garantir o bem-estar da sociedade, esta verdade deve prevalecer para todas as unidades da Federação, seja uma metrópole da dimensão de São Paulo, seja o mais modesto e distante município deste País”, ressalta.A cartilha vai ser distribuída na 1ª Conferência Nacional de Vigilância Sanitária, em fevereiro de 2018. / O material também será enviado aos Conselhos Regionais de Farmácia e gestores públicos e chefes de vigilância sanitária de todo o País.Para ter acesso à cartilha, clique aqui.

Novos Farmacêuticos e técnicos prestam juramento em Caruaru nesta sexta-feira

Cinquenta e quatro farmacêuticos e sete técnicos de laboratório da região de Caruaru vão prestar juramento e receber suas carteiras definitivas na próxima sexta-feira, dia 08 de dezembro.A solenidade ocorrerá na subsede do CRF-PE em Caruaru. Para otimizar a atividades, os novos profissionais foram divididos em três grupos. A primeira solenidade ocorrerá às 10h, e é direcionada aos técnicos de laboratório. O primeiro grupo de farmacêuticos prestará juramento às 14 horas. O segundo grupo está agendado para as 16 horas. SOLENIDADE DE JURAMENTO E ENTREGA DE CARTEIRASDATA: 08/12/2017LOCAL: Subsede do CRF-PE em Caruaru (Centro Empresarial Difusora | Av. Agamenon Magalhães, n°444, loja 02, Maurício de Nassau – Caruaru – PE). HORÁRIOS DAS CERIMÔNIAS:10:00h – Técnicos em Laboratório14:00h – Farmacêuticos | 1º grupo 16:00h – Farmacêuticos | 2º grupo

 
Chapa “O Trabalho não Para” eleita para conduzir o CRF-PE nos próximos dois anos

Com 52,3% dos votos válidos, a Chapa 2, “O Trabalho Não Para” foi eleita para conduzir a próxima gestão do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco (CRF-PE).A Diretoria eleita é composta por Gisêlda Castro Lemos de Freitas (Presidente reeleita), Sarah Christine Cavalcanti Ximenes (Vice-Presidente), Leandro de Albuquerque Medeiros (Secretário Geral reeleito) e Joyce Nunes dos Santos – Tesoureira.O resultado oficial foi divulgado na tarde da sexta-feira (10/nov) no site do Conselho Federal de Farmácia (CFF). Em Pernambuco foram computados 3.103 votantes, dos 3.772 farmacêuticos aptos a votar. O índice de comparecimento foi de 82,26%.A chapa eleita recebeu 1.500 votos (52,3% dos votos válidos). A segunda chapa concorrente “Juntos somos mais fortes” obteve 1.367 votos, que representam 47,7% dos votos válidos.Na disputa pelas 4 vagas de conselheiros regionais efetivos e de 02 vagas de conselheiros regionais suplentes os resultados foram os seguintes:1º lugar: Gisêlda Lemos – 1.531 votos2º Lugar: Joyce Nunes – 1.296 votos3º Lugar: Tayronni Castro – 1.147 votos4º Lugar: Olavo Bandeira – 1.047 votos5º Lugar: Claytron Anderson – 980 votos6º Lugar: Veridiana Ribeiro – 939 votos• Para conhecer o resultado geral clique aqui.Reconduzida para mais dois anos à frente das ações do CRF-PE, Gisêlda Lemos creditou a vitória ao reconhecimento dos farmacêuticos pernambucanos ao trabalho que vem sendo desenvolvido pela atual gestão e que tem como objetivo a valorização da categoria. “Mais uma vez os farmacêuticos optaram pela continuidade de um projeto que tem trazido resultados objetivos, um projeto calcado no compromisso, no respeito, na ética profissional e na transparência”. Disse. “Nosso foco agora é juntar todos os farmacêuticos para reforçarmos ainda mais o trabalho de fortalecimento da categoria que vem sendo executado com sucesso”. Concluiu Gisêlda Lemos.JUSTIFICATIVA - Os eleitores que não votaram têm 60 dias para apresentar suas justificativas. Para isso devem acessar o site eleitoral: www.votafarmaceutico.org.br...........................Nas imagens, os diretores eleitos durante reunião realizada na tarde de sexta-feira com a Comissão Eleitoral Local, funcionários e assessores do CRF-PE.

COMUNICADO - SEDE E SUBSEDES DO CRF-PE FECHADAS NO DIA 27/10/2017

Comunicamos aos usuários do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco que na próxima sexta-feira, dia 27/10/2017, não haverá expediente na sede do órgão em Recife e nas subsedes de Caruaru, Garanhuns, Serra Talhada e Petrolina, em virtude da antecipação do Dia do Servidor Público prevista no Acordo Coletivo de Trabalho firmado entre o órgão e o sindicato representativo dos funcionários.A DIRETORIA

 
NOTA DE PESAR - DR. SÉRGIO VITAL DE MELO GUIMARÃES

O Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco, por meio dos seus Conselheiros, Direção e corpo funcional manifesta o mais profundo pesar pelo falecimento do farmacêutico DR. SÉRGIO VITAL DE MELO GUIMARÃES, ocorrido na segunda-feira, dia 16/10/2017.Deixamos nossa solidariedade à família e amigos por esta inestimável perda.A DIREÇÃO

Desafios e perspectivas da assistência farmacêutica debatidos em seminário promovido pelo CRF-PE

Os desafios e as perspectivas da assistência farmacêutica no âmbito público foram o centro das discussões do I Seminário de Assistência Farmacêutica Pública em Pernambuco, realizado no sábado passado, (07/08), no hotel Manibu, em Recife. O evento foi promovido pelo Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE) e reuniu profissionais farmacêuticos (84), gestores e estudantes de Farmácia (26).O evento foi aberto pela presidente do CRF-PE, Gisêlda Lemos, que destacou na ocasião a importância do debate, não somente para os profissionais que atuam na Assistência Farmacêutica como para os gestores. Em sua fala, a dirigente lembrou as ações do Conselho para a consolidação da Assistência Farmacêutica no âmbito público.“Desde 2014 temos adotado estratégias para que a população tenha de fato uma assistência farmacêutica plena e de qualidade. Realizamos um diagnóstico amplo sobre a situação da AF no Estado, que apontou as deficiências e apresentou soluções. Promovemos ainda discussões amplas no Plenário do CRF, tendo como protagonista a Comissão de Saúde Pública do órgão. A partir dos debates, construímos uma proposta de deliberação que regulamenta a implantação gradativa da assistência farmacêutica nos municípios, tendo como parâmetro a Lei 13.021/2014. Em breve essa deliberação será aprovada, tornando-se um modelo para que os municípios cumpram, de acordo com suas realidades, as exigências previstas na lei". Enumerou a dirigente.A programação do I Seminário de Assistência Farmacêutica Pública em Pernambuco foi aberta com uma mesa redonda sobre o tema “Assistência Farmacêutica: Avanços e Desafios no Brasil e no Estado de Pernambuco. Participaram dos debates Karen Sarmento (ex-coordenadora nacional da Assistência Farmacêutica na Atenção Básica do Ministério da Saúde), Joyce Nunes dos Santos (Vice-Presidente do CRF-PE) e Elton Chaves (Assessor Técnico do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde – CONASEMS).Ao traçar o cenário atual da assistência farmacêutica na atenção básica, Karen Sarmento afirmou que os profissionais, na sua maioria, não estão preparados para a prática clinica. “O que fazemos é apenas entrega de medicamentos. Mas a Assistência Farmacêutica deve se estruturar para responder às demandas da população. Para isso, o farmacêutico precisa repensar a sua prática profissional. Precisamos sair da caixinha e voltar o olhar para o paciente, para o cuidado farmacêutico. Daí a importância de estimular, qualificar os profissionais”. Disse.As observações de Karen Sarmento foram confirmadas por Joyce Nunes, que apresentou os resultados da pesquisa “Assistência Farmacêutica nas Redes de Atenção à Saúde: um Recorte na Região Metropolitana do Recife”. O trabalho identificou, entre outros problemas da Assistência Farmacêutica, deficiências estruturais, insuficiência de profissionais e sua ausência nos instrumentos e gestão. A partir dos dados coletados, a pesquisa apontou a necessidade de se garantir uma quantidade mínima de profissionais, do fomento à capacitação da equipe multidisciplinar, do planejamento e da disponibilização efetiva os recursos financeiros. Outra recomendação resultante da pesquisa é a introdução do Farmacêutico como protagonista do processo.A programação da manhã foi encerrada com a palestra “A Política Nacional de Atenção Básica: Perspectivas e Oportunidades para a Assistência Farmacêutica”, proferida pelo Diretor substituto de Departamento de Atenção Básica e Coordenador Nacional de Avaliação e Acompanhamento da Atenção Básica do Ministério da Saúde, Allan Nunes. A moderação foi feita por Artur Belarmino de Amorim, Secretário Municipal de Saúde de Afogados da Ingazeira e Diretor do Colegiado de Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco - COSEMS-PE.Embora considerando que a Política Nacional de Medicamentos – como parte essencial da Política Nacional de Saúde – constitui um dos elementos fundamentais para a efetiva implementação de ações capazes de promover a melhoria das condições da assistência à saúde da população, Allan Nunes reconheceu as dificuldades de sua implementação em razão dos cortes nos recursos da saúde.A mesa de debates sobre “Os desafios da Assistência Farmacêutica na Atenção Básica” abriu a programação da tarde e reuniu os palestrantes Elton Chaves (Assessor Técnico do Conselho Nacional de Secretariais Municipais de Saúde - CONASEMS), Dirce Cruz Marques (Farmacêutica da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo e Representante do CONASEMS na Sub-Comissão da RENAME) e José Mário Barros Falcão (Secretário Executivo do Consórcio dos Municípios de Pernambuco - COMUPE). A mesa teve como moderadora Débora Luzinete de Almeida Severo (Prefeita do Município do São Bento do Una e Vice-Presidente do COMUPE).Os temas foram escolhidos de forma a se complementarem, dando aos participantes um panorama global sobre a AF. O primeiro a expor foi Elton Chaves, abordando o tema “O Planejamento da Assistência Farmacêutico Frente ao Novo Modelo de Financiamento do SUS”. Em seguida a farmacêutica paulista Dirce Cruz Marques apresentou o tema “Relação Nacional de Medicamentos Essenciais – Instrumento de Promoção do Uso Racional de Medicamentos”. Por último, o tema “Compra Compartilhada de Medicamentos: A Experiência do COMUPE” foi exposto por José Mário Barros Falcão (Secretário Executivo do COMUPE).O I Seminário de Assistência Farmacêutica Pública em Pernambuco foi encerrado com a mesa redonda “O Cuidado Farmacêutico na Atenção Básica: Experiências Exitosas nos municípios de Recife e São Paulo”. A primeira experiência a ser relatada foi a de São Paulo e foi trazida pelo farmacêutico Felipe Tadeu Carvalho Santos, Assessor Técnico Adjunto da Coordenadoria Regional de Saúde Leste do Município.Coube ao Gerente de Planejamento e Operacionalização da Política da Assistência Farmacêutica do Recife, João Maurício de Almeida, o relato da experiência no município. Segundo João Maurício, em que pesem as dificuldades enfrentadas – como a descontinuidade de apoio pelo Ministério da Saúde e a irregularidade no fornecimento de medicamentos – o programa Cuidado Farmacêutico na Atenção básica em Recife apresenta resultados significativos que certamente têm impacto positivo no tratamento dos pacientes. Até o momento foram realizadas 1.465 consultas farmacêuticas e identificados 2.682 problemas farmacoterapêuticos. 6.003 intervenções foram realizadas, entre orientações e sugestões sobre farmacoterapia.O I Seminário de Assistência Farmacêutica Pública em Pernambuco contou com o apoio da Associação Municipalista de Pernambuco – AMUPE, do Colegiado dos Secretários Municipais de Saúde (COSEMS) e do Programa de Pós-graduação em Inovação Terapêutica da UFPE (PPGIT).Veja mais imagens do evento em nossa fanpage: https://www.facebook.com/pg/crfpe/photos/?tab=album&album_id=1436863173078407

 
CFF vai trabalhar pela ampliação da atuação do farmacêutico na área de suplementação alimentar

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) está trabalhando junto com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e outros conselhos profissionais, na revisão da regulamentação de toda a cadeia dos suplementos alimentares. Hoje, existem várias resoluções da agência que tratam do assunto, em suas diferentes etapas (produção, comercialização etc), e o interesse da Anvisa é estabelecer um novo marco regulatório para a área. Os membros do Grupo de Trabalho do CFF encarregado de participar do processo, Priscila Dejuste e Carlos Eduardo Rocha Garcia, fizeram uma exposição ao Plenário durante a 463° Reunião Plenária do CFF, realizada nos dias 6 e 7 de outubro na capital paulista, durante o XIX Congresso Farmacêutico de São Paulo.Eles destacaram a importância, a pertinência e a urgência de os Conselhos de Farmácia se aproximarem da questão, tratando-a como ponto de pauta prioritário. Carlos Eduardo Rocha Garcia lembrou o vínculo histórico do farmacêutico com a área, vínculo este estreitado a partir das novas legislações que disciplinam a formação e a atuação farmacêutica, entre as quais, as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Farmácia. Os cursos precisam se adequar. No entanto, conforme destacou Priscila Dejuste, os produtos estão acessíveis no mercado em estabelecimentos diversos, além das farmácias, sendo dispensados por leigos. E o que é pior, com esses estabelecimentos que não são farmácias comercializando inclusive medicamentos e medicamentos fitoterápicos.Priscila Dejuste alertou para a necessidade de os conselhos protegerem a atribuição profissional do farmacêutico. “Precisamos estar atentos porque já estamos vivenciando uma invasão desta competência do farmacêutico, com dispensação de medicamentos e medicamentos fitoterápicos nos chamados ‘body shops’, que são lojas de produtos para o cuidado com o corpo. “É preciso cuidar também para que o farmacêutico se apodere da sua fatia neste mercado. Hoje, 90% do mercado de suplementos está outros segmentos além do varejo farmacêutico”, observou.Priscilla Dejuste observou que os suplementos são produtos cuja utilização é cada vez mais ampla. “Segundo pesquisa feita pela Associação Brasileira de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (ABIAD), 54% da população usa suplementos alimentares e hoje, temos um mercado consumidor em franco crescimento. Para se ter uma ideia, temos 100 mil idosos com mais de 100 anos no Brasil”, citou. E a população quer que os produtos sejam dispensados pelos farmacêuticos. “Entre todos os profissionais, o farmacêutico é o terceiro mais lembrado pelo consumidor como o mais confiável para a dispensação dos suplementos alimentares”, segundo a mesma pesquisa.O coordenador do GT sobre Suplementos Alimentares e conselheiro federal de Farmácia pelo estado do Maranhão, Fernando Bacelar Lobato, informa que a apresentação feita ao Plenário desencadeou alguns desdobramentos importantes. Por solicitação do presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João, o GT vai trabalhar na proposta de um curso a distância para capacitar o farmacêutico na prescrição e dispensação de suplementos alimentares.O GT também foi encarregado de elaborar uma resolução para regulamentar as atribuições do farmacêutico nesta área e, por último, traçar estratégias para garantir a segurança do usuário desses produtos. “A proposta é elaborar um plano de fiscalização a ser executado pelos conselhos regionais junto com os órgãos de vigilância sanitária, para garantir que os produtos comercializados tenham garantia de procedência e que medicamentos e medicamentos fitoterápicos sejam dispensados apenas pelos farmacêuticos e não sejam vendidos em lojas.”

Farmasis sai da fase piloto e começa a ser implantado

O programa de gestão desenvolvido pelo sistema CFF-CRFs para atender os conselhos de Farmácia do Brasil deve entrar em operação na maioria dos estados até o final de 2018. Na reunião plenária do CFF, ocorreu nos dias 6 e 7 de outubro, durante o XIX Congresso Farmacêutico de São Paulo, foi aprovado o convênio para manutenção e suporte do sistema, que já funciona como projeto piloto no Rio Grande do Sul e Mato Grosso. No Distrito Federal, o programa será implantado ainda este ano.O Farmasis é um sistema de gestão empresarial via navegador web, com acesso restrito, seguro e individualizado, que permite a cada conselho gerir suas informações relativas a várias áreas da administração, tais como cadastro e fiscalização. O programa foi desenvolvido utilizando sistemas de software livre, tanto para o ambiente de servidor quanto para as tecnologias de desenvolvimento (linguagens de programação e banco de dados). Por meio dessa ferramenta, será possível uma padronização na forma de registrar e gerenciar as informações relacionadas aos profissionais e empresas inscritas, bem como as informações das fiscalizações realizadas.Conforme o coordenador do projeto e vice-presidente do CFF, Valmir de Santi, o FarmaSis proporcionará maior modernidade e tornará mais ágeis os serviços prestados pelos conselhos. “Será um grande avanço para a profissão, visto que a partir da padronização conseguiremos informações mais precisas sobre os profissionais em atuação no país, bem como as empresas registradas nos conselhos. Também será possível atender aos inscritos com maior presteza e rapidez”, comenta Valmir de Santi.Uma das grandes vantagens do sistema é que alguns serviços estarão acessíveis de qualquer computador, no site www.crfweb.com.br. O acesso ocorrerá com total segurança, pois os dados estarão protegidos por login e senha. Para farmacêuticos e empresas serão possíveis de serem realizados o acompanhamento de protocolos e de atendimentos solicitados nos regionais, os comunicados de afastamento prévio e as justificativas de ausência, além da atualização de dados cadastrais e da reimpressão de boletos de serviços. Alguns serviços serão de livre acesso, inclusive à população, como a emissão de Certidão de regularidade.O presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João, salientou que se trata de um projeto de grande amplitude e execução complexa, que envolve procedimentos delicados como a migração de dados. “A atual gestão do CFF orgulha-se de encabeçar esse projeto, desenvolvido em um curto espaço de tempo de 18 meses. Isso somente está sendo possível graças à adesão dos conselhos regionais”, disse o presidente do CFF.

 
Ordem do Mérito Farmacêutico Internacional

Conselheiro pernambucano Bráulio César de Sousa foi um dos condecoradosEm comemoração ao Dia Internacional do Farmacêutico, celebrado em todo o mundo no dia 25 de setembro, o Conselho Federal de Farmácia (CFF) concedeu, na manhã desta sexta-feira (29/9), a Ordem do Mérito Farmacêutico Internacional. Foram condecorados conselheiros federais de Farmácia de seis estados no grau de Grande Oficial e Luiz Roberto Liza Curi, presidente da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação – CNE, no grau de comendador. Na solenidade foi lançado o programa de TV produzido pelo CFF em parceria com o CRF-PR e o apoio dos demais CRFs. O programa está sendo exibido pelo Canal Saúde, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) - veja matéria abaixo - Para assistir no Canal Saúde CLIQUE AQUI. Para ver no Youtube, CLIQUE AQUI.Durante o ato, realizado no segundo dia da 462ª Reunião Plenária Ordinária do órgão, em Brasília, o presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João, lembrou que os farmacêuticos têm muito a comemorar. “Há cinco anos, os farmacêuticos eram vistos como entregadores de caixinhas. Agora, eles têm, resgatada, sua autoridade técnica. Com a aprovação da Lei 13.021/14 está claro que hoje, no Brasil, que as farmácias são estabelecimentos de saúde”. Segundo Walter Jorge João, já são mais de 1,5 mil consultórios farmacêuticos no país, nos quais os profissionais atuam diretamente no cuidado à saúde das pessoas.O presidente lembrou o esforço e o protagonismo do CFF no sentido de ampliar os campos de atuação dos farmacêuticos. “Já são 134 diferentes atividades farmacêuticas regulamentadas no Brasil. Esse esforço é necessário para garantir a empregabilidade para mais de 18 mil farmacêuticos graduados nas quase 600 faculdades de Farmácia existentes no país”. Walter Jorge João destacou também as iniciativas do CFF pela regulamentação da Lei 13.021/14 quanto à autorização de serviços de vacinação em farmácias. “O Brasil precisa e a sociedade quer”, discursou Walter Jorge João.Ordem - O presidente do CFF destacou a importância de o CFF reconhecer o trabalho dos seis conselheiros federais de Farmácia homenageados com a Ordem do Mérito Farmacêutico Internacional, honraria criada por meio da Resolução CFF nº 472/2008. Salientou também o merecimento do presidente da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (CNE), Luiz Roberto Liza Curi, apontado como grande aliado do CFF e da categoria na aprovação das novas Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Farmácia. “Nossas DCNs se encontram na mesa do ministro da educação, para homologação e, indiscutivelmente, o Dr. Curi é uma das pessoas que mais se empenharam para isso”, agradeceu o presidente do CFF.Luiz Roberto Liza Curi afirmou que as Diretrizes Curriculares são a expressão mais relevante do processo formativo e, talvez, a dimensão mais estratégica das políticas institucionais acadêmicas. “Cada escola deve se adaptar às diretrizes de acordo com seus processos de governança, garantindo o mínimo necessário para a formação adequada do profissional. A Farmácia buscou com bastante ênfase, permitir que as instituições pudessem ir além, inclusive recorrendo a práticas de pesquisa e extensão, como forma de conduzir essas disciplinas aos estudantes”.Liza Curi destacou o cuidado e o zelo que o CNE, junto ao CFF e aos docentes de instituições de ensino superior, teve na condução do processo de revisão das diretrizes curriculares. “Foi uma experiência magnífica, e quero destacar a plena integração do conselho com as escolas, com a produção do conhecimento da área. Isso não é uma coisa muito comum de se ver. Geralmente os conselhos atuam no âmbito profissional. E o Governo Brasileiro precisa de instituições como o Conselho Federal de Farmácia para realizar essa ação estratégica”, elogiou.Em nome dos conselheiros federais homenageados, o conselheiro federal pelo Estado de Minas Gerais, Gerson Antônio Pianetti, discursou utilizando-se da metáfora da palavra HARPA, para descrever por meio de cada sílaba, a emoção de receber a Medalha. Para ele, a honraria se traduz em Honra, Alegria, Responsabilidade, Parceria e Atuação, dedicando esta última a comentar a sua visão do Plenário do CFF nesses últimos anos e elogiar a condução do presidente do CFF.“A nossa profissão, hoje, tem uma visibilidade impressionante. E essa visibilidade nos é dada aí fora pela conduta do nosso presidente. Nós tivemos a oportunidade de acompanha-lo na reunião da Federação Farmacêutica Internacional (FIP), em Seul, e vimos o quão a farmácia brasileira é respeitada porque o nosso presidente está à frente dela. E, neste caso, nós temos a certeza de que não tem ninguém mais importante do que o nosso líder para elevar a autoestima do farmacêutico”, discursou Pianetti.HOMENAGEADOSRecebeu a Medalha do Mérito Farmacêutico Internacional no grau de Comendador:Dr. Luiz Roberto Liza Curi – presidente da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação – CNEReceberam a Medalha do Mérito Farmacêutico Internacional no grau de Grande Oficial:Dr. Alex Sandro Rodrigues Baiense – conselheiro federal de Farmácia – RJDr. Bráulio César de Sousa - conselheiro federal de Farmácia - PEDra. Elena Lúcia Sales Sousa - conselheira federal de Farmácia – PIDr. Gerson Antônio Pianetti - conselheiro federal de Farmácia – MGDr. Luiz Cláudio Mapurunga da Frota - conselheiro federal de Farmácia – CETambém recebeu a Medalha do Mérito Farmacêutico Internacional no grau de Grande Oficial, referente ao ano de 2015, quando esteve impossibilitado de receber:Dr. José Ricardo Arnaut Amadio - conselheiro federal de Farmácia – MT

Farmacopeias comprometem-se contra resistência antimicrobiana

Uma declaração que expressa o comprometimento de farmacopeias mundiais com a Saúde Pública e a luta contra a Resistência Antimicrobiana (RAM). Este foi o documento produzido no 8º Encontro Internacional das Farmacopeias Mundiais, ou 8th International Meeting of World Pharmacopeias. A declaração foi assinada pelos representantes de doze farmacopeias mundiais: Americana, Brasileira, Britânica, Chinesa, Coreana, Europeia, Indiana, Internacional, Japonesa, Mexicana, Turca e Vietnamita.O fórum, organizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em parceria com a Anvisa, teve por objetivo a convergência regulatória entre as farmacopeias internacionais.Durante o evento, as farmacopeias participantes discutiram sobre a importante contribuição que os padrões públicos de controle de qualidade podem desempenhar na luta contra a RAM.Clique aqui e acesse a Declaração em português ou clique aqui e acesse o texto em inglês.

 
Farmacêuticos prestigiam destaques da profissão

Solenidade de outorga da Comenda do Mérito Farmacêutico ocorreu na sexta-feira, dia 22 de setembro A categoria farmacêutica pernambucana compareceu em peso para homenagear os destaques da profissão na solenidade de entrega da Comenda do Mérito Farmacêutico de Pernambuco. O evento ocorreu na noite da sexta-feira (22/09) na Rose Beltrão Recepções, em Recife, sendo um dos mais concorridos dos últimos anos.Promovida pelo Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco, a solenidade integra as comemorações do Dia Internacional do Farmacêutico (25/09). Na ocasião, houve também o lançamento da revista Farmanews-PE, editada pelo Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco.A presidente do CRF-PE, Gisêlda Castro Lemos de Freitas abriu a solenidade destacando que todos os homenageados, 7 farmacêuticos e 1 médico, contribuíram e contribuem para o fortalecimento da classe farmacêutica. “Vocês têm um legado profissional que servirá de exemplo para as futuras gerações de farmacêuticos”. Disse.Como ocorre todo ano, além de serem escolhidos 8 profissionais como merecedores da Comenda do Mérito Farmacêutico, o Plenário do CRF-PE escolhe outra figura de destaque para receber a homenagem especial. Na edição deste ano, o escolhido foi o presidente do Conselho Federal de Farmácia, Walter Jorge João. Ao justificar a escolha, Gisêlda Lemos ressaltou que a liderança exercida pelo presidente do CFF trouxe um novo momento para a profissão farmacêutica no Brasil. “O prestígio e a dignidade da classe farmacêutica têm um marco histórico, que é a sanção da lei 13.021, de 2014. Com certeza hoje estamos mais fortalecidos e cada vez mais reconhecidos pela sociedade”, Disse.A dirigente do CRF-PE afirmou ainda que Pernambuco vem recebendo total apoio por parte do CFF, seja nos programas de qualificação que vêm sendo realizados em parceria, seja na inserção de profissionais pernambucanos nos grupos de trabalho do CFF. Em seguida, o presidente do CFF afirmou ser motivo de muita alegria estar presente na solenidade de outorga da comenda do mérito farmacêutico. “Quero aproveitar esta ocasião de confraternização para demonstrar meu entusiasmo com o novo momento de ebulição e de avanços vivido pela nossa profissão. Em menos de cinco anos saímos de uma situação de grande adversidade, uma situação na qual as farmácias eram vistas com mero comércio e os farmacêuticos eram vistos apenas como entregadores de medicamentos. Nos saímos dessa situação para uma situação de conquistas e de avanços para a nossa profissão e para a sociedade”. Afirmou.Na programação da noite constou ainda o lançamento da Revista Farmanews-PE, novo canal de comunicação do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco e espaço de difusão de assuntos relacionados à profissão farmacêutica. A novidade foi anunciada pelo secretário geral do CRF-PE, Leandro Medeiros.SOBRE A COMENDA - A Comenda do Mérito Farmacêutico foi instituída pela Deliberação 017/2008, do CRF-PE e tem como objetivo homenagear os profissionais farmacêuticos, cidadãos e autoridades que prestem relevantes serviços à profissão farmacêutica.Este ano foram agraciados sete farmacêuticos e um médico. Além deles, recebeu homenagem especial o presidente do Conselho Federal de Farmácia (CFF), Walter da Silva Jorge João, em reconhecimento ao seu trabalho em defesa da profissão farmacêutica e da saúde pública.Veja a lista dos homenageados• ALDO CÉSAR PASSILONGO • ANTONIO CAVALCANTE DE MELO • ELIANE LAFAYETTE ARAÚJO • JOSÉ AUGUSTO CABRAL DE BARROS • LUIZ TORRES NETO • MARIA CONCEIÇÃO DE LIMA FREITAS • MARIA SELMA LOPES MACHADO • PEDRO MADEIRA DE MELO (IN MEMORIAM) Homenagem especial: Walter da Silva Jorge João, presidente do Conselho Federal de Farmácia.A solenidade de outorga da Comenda do Mérito Farmacêutico contou com apoio da Qualicorp Administradora de Benefícios, do SINFARPE, do Instituto de Ciência, Tecnologia e Qualidade – ICTQ e do Instituto de Desenvolvimento Educacional – IDE.SAIBA MAIS SOBRE OS HOMENAGEADOS:ALDO CÉSAR PASSILONGO - Graduado em Farmácia e habilitação em Bioquímica pela Universidade Federal de Juiz de Fora; mestre em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal de Pernambuco e doutor do Programa de Pós-graduação em Inovação Terapêutica também pela UFPE. Foi docente no Centro Universitário CESMAC - Maceió para o Curso de Farmácia e Biomedicina entre 2004-2011, Docente e Coordenador do Curso do Centro Universitário Mauricio de Nassau entre 2005-2017. Atualmente é professor do curso de farmácia e Nutrição do Centro Universitário Estácio/FIR, em Recife e do curso de farmácia da Faculdade São Miguel; É farmacêutico da Prefeitura do Recife. É Conselheiro Regional do CR-PE para o mandato 2016-2019.ANTÔNIO CAVALCANTE DE MELO - É farmacêutico e cursa atualmente pós-graduação em Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica. É também graduado em licenciatura em Matemática e em Ciências Biológicas. Começou a trabalhar aos 16 anos, na agricultura, passando depois por uma indústria de pré-moldados e indústria de baterias para veículos. Atualmente é Farmacêutico e Administrador da rede Farmácias Cavalcante, empreendimento iniciado em 1994 e que hoje conta com 6 unidades na cidade de Belo Jardim, uma (01) em São Bento do Una e uma (01) em Pesqueira. O grupo, que conta com cerca de 90 colaboradores, tem um plano de expansão, seja com inauguração de unidades próprias, seja pelo sistema de franquia.Antônio Cavalcanti foi presidente da Camâra de Dirigentes Lojistas (CDL) de Belo Jardim no período de 2007 a 2009, é membro da Academia Belojardinense de Letras e Artes (ABLA) e em 2014 recebeu a medalha de Honra ao Mérito de Orgulho Belojardinense.ELIANE LAFAYETTE ARAÚJO - É Graduada em Farmácia e Bioquímica pela UFPE, possui Especialização em Citologia Clínica. Exerceu atividades profissionais no Laboratório de Análises Clínicas de Afogados da Ingazeira. Como Professora Assistente do Departamento de Ciências Farmacêuticas, da UFPE, ministrou as disciplinas Urinálises, Microbiologia Clínica, Parasitologia Clínica e Fluidos Biológicos. Foi Coordenadora e Vice-Coordenadora do Curso de Graduação em Farmácia e foi Sub-Chefe do Departamento de Ciências Farmacêuticas da UFPE. Participou como ministrante de cursos e palestras na área de análises clínicas.JOSÉ AUGUSTO CABRAL DE BARROS - É formado em Filosofia, História e Medicina. Tem pós-graduação em Residência em Medicina Preventiva, Especialização em Saúde Pública, Doutorado em Saúde Pública e Pós-doutorado na mesma área. Na experiência profissional, atuou como médico na Secretaria de Saúde de São Paulo, foi secretário de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde entre 1985 e 1986, professor Departamento de Medicina Social do Centro de Ciências da Saúde da UFPE de 1979 a 2006, atuando como docente nos cursos de graduação em Medicina e Farmácia e no Curso de Mestrado em Saúde Coletiva, do qual foi Coordenador durante cinco anos. Ainda como docente, atuou na graduação e pós-graduação em várias universidades.Tem dado ênfase na atividade acadêmica e extra-acadêmica ao campo da Farmacoepidemiologia tendo implementado Projetos de Pesquisa,Cursos e Oficinas de Capacitação oferecidos para diferentes instituições. Tem livros publicados e inúmeros artigos em revistas especializadas. • É Fundador do Comitê para a América Latina e membro do Comitê Consultivo da AIS (Acción Internacional para la Salud)• Co-Fundador e, atualmente, membro do Conselho Diretor da SOBRAVIME (Sociedade Brasileira de Vigilância de Medicamentos)• Membro do Conselho Editorial de 13 periódicos científicos da área médico-farmacêutico • Consultor ad hoc do CNPq (Ministério de Ciência e Tecnologia e da CAPES/Ministério da Educação) na área de Saúde Coletiva/Epidemiologia• Membro do Comitê de Ética em Pesquisa (UFJF), no biênio 2007/2008• Membro do Comitê Nacional para o Uso Racional de Medicamentos (Ministério da Saúde)LUIZ TORRES NETO - É Graduado em Farmácia pela UFPE em 1986; Foi presidente da Associação dos Farmacêuticos de Pernambuco, do Conselho Regional de Farmácia e do Sindicato dos Farmacêuticos de Pernambuco. Foi também Conselheiro Federal e Diretor da FENAFAR. Atua na Assistência Farmacêutica da SES/PE e Vigilância Sanitária de Camaragibe/PE. Atuou em outros cargos públicos, sempre pautando suas ações em prol dos farmacêuticos e da população mais carente.MARIA CONCEIÇÃO DE LIMA FREITAS - É graduada em Ciências Farmacêuticas com habilitação em Bioquímica e Indústria, pela Universidade Federal de Pernambuco. Especialista em Administração dos Serviços de Saúde, Pela UFPE e em Saúde Pública pela Universidade de Pernambuco. É servidora pública da Prefeitura Municipal do Jaboatão dos Guararapes, mentora da implantação, implementação, estruturação e gerenciamento das políticas de assistência farmacêutica básica e nas ações de saúde, voltados ao uso racional de medicamentos. Atuou como coordenadora de assistência farmacêutica dos municípios de Olinda e Cabo de Santo Agostinho, contribuindo na elaboração e implantação da Assistência Farmacêutica na Atenção Básica; na Secretaria de Saúde do Recife, coordenou a assistência farmacêutica do distrito sanitário I, atuando na gestão técnica do medicamento e junto as equipes multiprofissionais da atenção primária à saúde. Atualmente exerce suas funções na Coordenação da Assistência Farmacêutica ambulatorial, na Diretoria Geral de Assistência Farmacêutica da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco, apoiando tecnicamente os municípios, contribuindo para o fortalecimento da política de assistência farmacêutica. MARIA SELMA LOPES MACHADO - É Graduada em Farmácia pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE e em Biologia – Licenciatura Plena em Ciências, pela Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE. É especialista em gestão da assistência farmacêutica, professora especialista no ensino de ciências e biologia – aposentada pela rede estadual de ensino.Servidora Pública do Estado dedica suas atividades em áreas onde o foco principal é o paciente. Atuando tanto na gestão como na área técnica em vários setores da assistência farmacêutica do Estado: Coordenou a farmácia regional da III DIRES - Palmares (atual III GERES); no setor de programas especiais da diretoria de assistência farmacêutica; no setor de controle de qualidade dos medicamentos CEME na farmácia central do estado; na farmácia hospitalar do Barão de Lucena; na farmácia de medicamentos excepcionais do Estado (I GERES, farmácia central, hospital Getúlio Vargas e hospital Pedro II); foi coordenadora do programa de medicamentos excepcionais da Superintendência de Assistência Farmacêutica/SES. No momento, atua como Gerente de Políticas de Assistência Farmacêutica da Diretoria Geral de Assistência Farmacêutica/SES, é suplente da Câmara Técnica de Assistência Farmacêutica do Conselho Nacional de Secretários de Saúde – CONASS e do Grupo Técnico de Assistência Farmacêutica Conselho Estadual de Saúde - CES-PE . PEDRO MADEIRA DE MELO (IN MEMERIAN) - Nasceu em de 1926, na cidade de Joaquim Nabuco. Foi filho do pioneiro do ramo de farmácia no interior de Pernambuco, o farmacêutico Zenobio da Cunha Melo, fundador da Farmácia do Povo, na cidade de Palmares, uma das farmácias mais tradicionais e antigas de Pernambuco em funcionamento até hoje administrada hoje por sua irmã, Mirta Madeira de Melo. Por influência do pai, ingressou na Faculdade de Farmácia e Odontologia da Universidade do Recife, onde foi diplomado no ano de 1947. Foi professor titular da disciplina de Saúde Pública da Universidade Federal da Paraíba. Foi tesoureiro do Conselho Federal de Farmácia na gestão 1974/1976

Quatro decisões judiciais reafirmam autoridade técnica do farmacêutico

Data: 19/09/2017 Em quatro decisões recentes, a Justiça reafirma a competência e a autoridade técnica do farmacêutico. Uma delas, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), pacifica definitivamente uma controvérsia que durava anos.Após empenho árduo do CRF/MG e do CFF, com apoio, ainda, do CRF/RS e do CRF/SP, o STJ definiu, de vez, a situação dos "técnicos em farmácia". O entendimento é que, após o advento da Lei Federal nº 13.021/14, não há mais qualquer possibilidade de assunção de profissional de nível médio à responsabilidade técnica por drogaria. Essa atribuição é privativa do farmacêutico. Confira aqui a íntegra do julgado.“Trata-se de uma vitória importantíssima para a categoria, que encerra um ciclo pernicioso, que teve capítulos assombrosos como a possibilidade de se aprovar um projeto de lei como o da ex-senadora Marluce Pinto, que abolia a exigência da presença do farmacêutico nas farmácias. Essa é uma decisão histórica do STJ pela saúde da população brasileira. Enaltecemos e louvamos o equilíbrio dos representantes desta corte”, diz o presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João.Outra decisão importante é a do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF) da 1ª Região, ratificando que é de competência do farmacêutico a elaboração de laudos de exames em Citologia. Mesmo nos casos de resultado positivo, o TRF sentenciou que não se trata de diagnóstico ou de ato médico. Confira aqui a íntegra do julgado.As demais decisões reiteraram a validade das Resoluções Resoluções/CFF nº 585/13 e nº 586/13, que entidades médicas, sem sucesso, tentam anular desde 2013. Uma ação movida pelo CRM da Bahia e outra pelo CRM do Rio de Janeiro, que visavam anular estas resoluções, foram extintas, mantendo, assim, a farmácia clínica e a prescrição farmacêutica. A decisão referente ao Rio de Janeiro contempla, ainda, a Resolução 616/2014. Com estas decisões, já são mais de 32 decisões favoráveis à Farmácia, entre ações extintas e liminares negadas às entidades médicas. Confira aqui a íntegra do julgado referente aos estados do Rio de Janeiro (CLIQUE AQUI) e Bahia (CLIQUE AQUI). Fonte: Comunicação do CFF

 
EXPEDIENTE NA SEDE DO CRF-PE NO DIA 22/09/2017

Comunicamos aos farmacêuticos, proprietários de estabelecimentos e demais usuários do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco que em virtude da realização da Solenidade de Outorga da Comenda do Mérito Farmacêutico o expediente em nossa sede em Recife na sexta-feira, dia 22/09/2017, será o seguinte: das 8h às 13h. Retornaremos ao horário normal na segunda-feira, dia 25/09/2017.A DIRETORIA

COMUNICADO - FERIADO EM CARUARU

Comunicamos aos usuários da Subsede do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco em CARUARU que devido ao feriado municipal na localidade não haverá experiente na referida subsede sexta-feira, dia 15 de setembro de 2017.Lembramos ainda que muitos serviços poderão ser acessados através do nosso canal online: http://www.crfpe.org.br/servicosonline/Em caso de dúvida entre em contato conosco pelo fone: 81 3426-8540A DIRETORIA