Recife, 8 de Março de 2021

Notícias

Página para Impressão
Votlar
 

CAMPANHA: DESCARTE DE MEDICAMENTOS

 
Assessoria de Comunicação do CRF-PE  |  26/01/2021
 
Os medicamentos fora da validade ou em desuso, quando descartados sem critérios, podem acarretar problemas ambientais e comprometer a saúde da população. A logística reversa pode ser essencial para reduzir esses riscos.

A logística reversa ganhou força a partir da publicação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, com a Lei nº 12.305, de agosto de 2010 e mais recentemente com a publicação do Decreto Federal n° 10.388 de 05 de junho de 2020. A proposta é que o consumidor deposite as sobras dos medicamentos pós-uso e a farmácia, fabricante ou distribuidor se encarregue de dar uma destinação correta aos resíduos.

Na prática, é uma solução que evita que o consumidor descarte os medicamentos, jogando-os, por exemplo, no lixo comum, na pia ou no vaso sanitário.

Sendo assim, o descarte consciente de medicamentos domiciliares é um grande desafio sanitário e ambiental que envolve tanto os consumidores quanto farmácias, distribuidores e fabricantes na busca do uso racional de medicamentos.

O Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE) lança a campanha Descarte de Medicamento para abordar uma temática extremamente importante para a sociedade e principalmente acerca do papel do farmacêutico.

No primeiro post, vamos abordar a importância do Descarte de Medicamentos corretamente e a Logística Reversa.